Saudade

Posts

Tem dias que a gente sente tanta saudade que parece explodir. Saudade que pode ser de muita coisa: de um amor vivido e até mesmo de um não vivido -  porque sentimos saudade também do que poderia ter sido. Pode ser saudade de um momento marcante, do sentimento que no invade após uma grande conquista, de um olhar diferente que sobre nós alguém um dia lançou, de um tempo feliz ou de outro de inocência que, mal ou bem, nos protegia. Saudade da infância quando o mundo não parecia um lugar tão assustador. Da pureza de coração ao dizer sim no altar, comprometendo-se por uma vida inteira. Da infância de nossos filhos que passa sempre tão rápido. De amizades antigas que se foram sem muitos porquês. De sentir genuinamente feliz outra vez, inteira novamente. Saudade de quando tudo era mais leve, de quando a maturidade ainda não havia chegado, e por isso mesmo, não cobrava o preço das decisões mais refletidas e acertadas. Da esperança que inclusive nunca mais passou por aqui. Seria tão bom se pudéssemos voltar ao tempo de nossas saudades, se, ainda que por um breve lapso, pudéssemos voltar às realidades que guardamos tão fundo e que, aqui e ali, nos assaltam reivindicando seu espaço no presente de nossas vidas.

Um comentário em “Saudade”

  1. Daniel Blume - 10 de abril de 2016 22:59

    Jamais tinha refletido sobre a perspectiva de ter saudade do que não se viveu. Belas palavras.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *