Bloqueio de Escritor

Posts

Semana passada eu não escrevi. Foi a primeira vez que furei a terça-feira aqui no site. Eu não sei se alguém percebeu. Espero que não. Espero que sim.

Na verdade, escrever periodicamente sempre foi um anseio. É interessante escrever quando o sentimento invade e a inspiração é involuntária. Mas exercitar a disciplina de sentar e escrever mesmo quando não estamos a ver estrelas é um desafio e tanto.

Pois bem. Este ano decidi aceitar o desafio a despeito de minha rotina agitada e mesmo estando certa de que em algum ponto falharia. E se falhar, tudo é aprendizado, pensei. Desde março estou por aqui semanalmente comentando algo que chamou minha atenção ou divulgando meus escritos.

Após dois meses, já estava cantando vitória quando aconteceu o tão temido bloqueio de escritor. Passei o fim de semana pensando em algo, mas nada me pareceu matéria-prima. Recorri a TV, mas além da parada gay de São Paulo e da crise econômica brasileira que não sai das manchetes, nada mais era comentado.

A inspiração me salvará, desejei esperançosa. Amanheceu a segunda-feira e nada de dar as caras. Mas como ela já apareceu no apagar das luzes, aguardei. O dia acabou. Já no início da noite, decidi fazer sala pra centelha divina, e sentada à frente do computador esbocei vários textos, nenhum vingou. Concerta daqui, ajeita dali, e nada.

Muitos escritores tem bloqueio criativo porque se preocupam com a qualidade do que escrevem. Esse, definitivamente, é o meu caso. Eu me recuso a escrever qualquer coisa. Criar um texto não é ofício que merece a sina de ser feito como obrigação a ser cumprida. É preciso respeito diante da nobre tarefa.

Na badalada da meia-noite, tal qual cinderela, larguei meu príncipe no baile e fui dormir. E foi assim que furei minha primeira terça-feira de postagens. Desde já agradeço penhoradamente o perdão de meus leitores, e retomo o compromisso de tentar não mais falhar, apesar de saber que na escrita – assim como na vida – a falha é sempre a porta de entrada da excelência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *