• O Tempo de Sálvia
    Outro dia ganhei um livro que fala do tempo. Tema inesgotável porque é com ele que nos deparamos todos os dias. É nele que tecemos a teia de nossas alegrias e também de nossas amarguras e marcas. É nele que construímos nossa história. O que deixamos pra trás ou acabou ficando por lá, os sentimentos do agora, as projeções e [continue lendo...]
  • Divertida MenteDivertida Mente
    Nessa semana que passou estreou no cinema a nova animação da Pixar: Divertida Mente. O trocadilho do nome revela o tema do filme: trata da mente humana, o que há de mais complexo, de uma forma divertida. O longa chega a ser um épico se considerarmos sua essência psicológica. Não costumamos ver a questão psicológica e seus conflitos ser tema, muito [continue lendo...]
  • Dever cumpridoDever cumprido
    No início do ano propus-me a escrever semanalmente. Desde jovem gostei de acompanhar textos de alguns colunistas: Lya Luft, Diogo Mainardi, entre outros. E lembro-me que perdia o sono imaginando de onde tiravam criatividade para escrever toda semana. Descobri depois de 20 anos. Na verdade, não dependemos de inspiração necessariamente. Nem de um tema necessariamente. Mas, ao mesmo tempo, dependemos [continue lendo...]
  • A Resposta de Sálvia
    Querida amiga Isabela,   Você me surpreende. Apesar de na maioria das vezes optar por deixar muito no subentendido, em certas ocasiões especiais, revela uma percepção profunda de tudo.   Saber que você me enxerga como alguém capaz de 'gerenciar vidas' é motivo de honra pra mim. Porque gerenciar vidas é algo de muito profundo e sério. E sua mensagem [continue lendo...]
  • O melhor temperoO melhor tempero
    Viajar a Roma é ainda o tema que me vem ao coração essa semana. Hoje acabamos as aulas e visitas do dia, e como sempre tem sido por aqui, a turma se reúne para conversar em torno da távola. Os encontros humanos sempre me encantam. Claro que Roma tem um charme a mais que não dá para explicar, o Tibre [continue lendo...]
  • Sobre meu irmãoSobre meu irmão
    Hoje parece que chorei de novo sua morte, meu irmão. Não foi apenas um choro por ter-me lembrado de sua partida, mas um sentimento diferente, como se hoje tivesse recebido a notícia, como se hoje fosse 21 de setembro de 1991. Não sei dizer por que isso aconteceu depois de tantos anos. Há muito tempo, essa era a data que lembrava o fato [continue lendo...]
  • A Pena de morteA Pena de morte
    Eu acompanhei, estarrecida, o caso do fuzilamento dos dois brasileiros, Marco Archer e Rodrigo Gularte, na Indonésia. A pena de morte é algo que me choca pela soberba pretensão de um Estado julgar-se legítimo para punir alguém determinando o fim de sua vida. De onde vem esta superioridade moral para condenar indivíduos à morte? Sem mencionar o estado psíquico do [continue lendo...]
  • Sobrevivi…
    Soube outro dia a respeito do trabalho de Fabrício Carpinejar, poeta e escritor. E bastou ler um parágrafo seu para que eu me apaixonasse por seus escritos. Em uma de suas crônicas, ele menciona que seu pai o chamava de Wolverine porque enxergava nele um alto poder de regeneração interna. Encantava-se com a capacidade que Fabrício tinha de cair e [continue lendo...]
  • Fera FeridaFera Ferida
    Existem tantas músicas que falam de amor perdido de forma tão profunda e conseguem transmitir a aguda angústia peculiar ao fim de uma relação. Incrível como elas falam a mesma língua embora tenham sido escritas por pessoas diferentes, em épocas distintas, a respeito de relações diversas. Não importa. Elas são irmãs gêmeas, porque o traço comum não muda: o coração partido. Ouvi uma dessas [continue lendo...]
  • A mala e o desapegoA mala e o desapego
    Ano passado decidi fazer um curso de Direito Comparado na Itália. E após toda organização necessária para minha casa seguir por duas semanas sem mim, chegou o dia de arrumar a mala. Eu odeio fazer as malas. E claro que adio isso o quanto posso. Procrastino até não poder mais. Não sei porque  esse ato passou a mexer tanto comigo. [continue lendo...]