• Algemas Rompidas
    Em 27/05/2013 Ás vezes acontece assim: por razões diversas e motivos dos mais variados, a gente se pega em umas situações de sofrimento na vida e não larga mais. Algum gatilho interno dispara e a gente estabelece uma relação de apego com aquilo. Pronto! Fica ali. A situação ás vezes até já passou, ou estabilizou-se, não tem mais jeito, mas [continue lendo...]
  • O Oncologista
    Já postei essa crônica de Mel e Fel por aqui. Mas hoje decidi postar novamente porque sei quantas pessoas identificam-se com essas palavras... Aí vai: Na primeira vez em que fui ao consultório do oncologista que acompanhava meu marido, fiquei um tempo na sala de espera. Estava apenas com minha mãe, pretendia ter uma conversa mais aberta e franca sobre [continue lendo...]
  • A ilha
    Um dia, conversava com alguém recém-separado e percebi que vivia aquele inevitável turbilhão de emoções causado pela brusca e doída mudança em toda a dinâmica da sua vida. Logo depois da conversa, me peguei pensando no quanto precisamos implementar  ajustes quando optamos por uma vida a dois. Então, vamos devagar renunciando aqui e acolá na tentativa de ser um nós [continue lendo...]
  • A Pena de morteA Pena de morte
    Eu acompanhei, estarrecida, o caso do fuzilamento dos dois brasileiros, Marco Archer e Rodrigo Gularte, na Indonésia. A pena de morte é algo que me choca pela soberba pretensão de um Estado julgar-se legítimo para punir alguém determinando o fim de sua vida. De onde vem esta superioridade moral para condenar indivíduos à morte? Sem mencionar o estado psíquico do [continue lendo...]
  • Carta à Minha Filha
    Quantas vezes me surpreendi, tentando entender o porquê de tua vinda. Afinal, se era para ver teu pai partir em tão tenra idade, se era para provar o amargo da vida sem nem mesmo entendê-la ainda, por que vieste? Melhor que tivesses ficado no céu, lugar tão mais pleno e cheio de paz. Desígnios de Deus. Quis Ele que tu, [continue lendo...]
  • O gay que salvou o mundoO gay que salvou o mundo
    Um de meus hobbies preferidos é cinema. E recentemente, como de costume, comecei a assistir os filmes indicados ao Oscar 2015. Um deles, O Jogo da Imitação (The Imitation Game), considero imperdível. O filme conta a história de Alan Mathison Turing, um certo matemático e cientista britânico, do qual jamais havia ouvido falar. Eu não sei como alguém de tal [continue lendo...]
  • Reconstrução
    Outro dia um amigo perguntou se eu estava namorando, e alguém disse que sim, eu estava namorando. E outra exclamou: que bom, ela finalmente está reconstruindo sua vida! Engraçado! Não estou namorando, mas sim, estou reconstruindo minha vida. E uma coisa não tem a ver com a outra necessariamente. Reconstruir a vida, pra mim, é algo muito mais profundo e [continue lendo...]
  • Sobrevivi…
    Soube outro dia a respeito do trabalho de Fabrício Carpinejar, poeta e escritor. E bastou ler um parágrafo seu para que eu me apaixonasse por seus escritos. Em uma de suas crônicas, ele menciona que seu pai o chamava de Wolverine porque enxergava nele um alto poder de regeneração interna. Encantava-se com a capacidade que Fabrício tinha de cair e [continue lendo...]
  • Ouro e areiaOuro e areia
    Uma vez um amigo me disse que as pessoas andam por aí como se fossem sacos pretos com um quilo de areia ou de ouro. Como o conteúdo está dentro do saco preto, à primeira vista não sabemos o que há lá dentro. Aparentemente, todos valemos a mesma coisa: um quilo. Levar um ou outro para casa e para a [continue lendo...]
  • Fera FeridaFera Ferida
    Existem tantas músicas que falam de amor perdido de forma tão profunda e conseguem transmitir a aguda angústia peculiar ao fim de uma relação. Incrível como elas falam a mesma língua embora tenham sido escritas por pessoas diferentes, em épocas distintas, a respeito de relações diversas. Não importa. Elas são irmãs gêmeas, porque o traço comum não muda: o coração partido. Ouvi uma dessas [continue lendo...]