• Aquarela
    A música Aquarela sempre mexeu muito comigo. É de uma abstração enorme. É atemporal. Na melodia, por uma simples aquarela passa o mundo. Seria tão bom se pudéssemos desenhar a vida como o compositor desenha na aquarela o que ele deseja: um sol amarelo, com cinco ou seis retas faz-se um castelo, faz-se o mundo, de uma América a outra [continue lendo...]
  • O terremoto no NepalO terremoto no Nepal
    No último dia 25 de abril, o pior terremoto do Nepal desde 1934 estremeceu o país deixando milhões de mortos e feridos. Testemunhas disseram às agências de notícias que o terremoto durou em média um minuto e meio. A devastação não está confinada a algumas áreas do Nepal, há relatos de danos generalizados. Os jornais do mundo todo dão notícia [continue lendo...]
  • FLIP 2015FLIP 2015
    Esta semana embarco rumo à Festa Literária Internacional de Paraty, no Rio de Janeiro. Não é de hoje que programo conhecer a festa, mas imprevistos acontecem e acabo cancelando tudo nas vésperas. Mas este ano parece que os astros finalmente estão alinhados na posição certa. A FLIP, como é conhecida, foi Idealizada pela editora inglesa Liz Calder e organizada pela Associação Casa Azul. A [continue lendo...]
  • Carta à Minha Filha
    Quantas vezes me surpreendi, tentando entender o porquê de tua vinda. Afinal, se era para ver teu pai partir em tão tenra idade, se era para provar o amargo da vida sem nem mesmo entendê-la ainda, por que vieste? Melhor que tivesses ficado no céu, lugar tão mais pleno e cheio de paz. Desígnios de Deus. Quis Ele que tu, [continue lendo...]
  • Mudança: Jazidos e BerçosMudança: Jazidos e Berços
    Essa semana, depois de 12 anos aqui, mudança à vista. As mudanças de casa na minha vida sempre foram dramáticas. Nunca foi apenas o ato de mudar de casa, sempre acontecia em meio à algo muito importante deixado pra trás e algo não menos significativo me esperando na próxima esquina. Da primeira vez sai de casa por conta de minha gravidez. Meu pai, machista [continue lendo...]
  • Eu e a PoesiaEu e a Poesia
    Há algum tempo, um amigo – autor amazonense consagrado – perguntou-me se eu escrevia poesia. E eu prontamente respondi que não. Quando pensava em poesia me vinha à mente aqueles versos sonoros, estrofes com métrica. Ele então revelou que a poesia caracteriza-se não tanto pela forma e mais pelo conteúdo. A poesia é a expressão de um sentimento intenso, e poderia ser escrita, [continue lendo...]
  • SaudadeSaudade
    Tem dias que a gente sente tanta saudade que parece explodir. Saudade que pode ser de muita coisa: de um amor vivido e até mesmo de um não vivido -  porque sentimos saudade também do que poderia ter sido. Pode ser saudade de um momento marcante, do sentimento que no invade após uma grande conquista, de um olhar diferente que [continue lendo...]
  • Nesse outro diaNesse outro dia
    E um dia a gente se apaixona. Elege alguém Projeta virtudes admiráveis Descobre veneráveis defeitos.   Nesse dia, a gente se oferece tanto que até transborda Promete aparar arestas e ser paciente Abrimos portas e janelas Sempre uma brecha por onde o sol possa entrar.   Nesse dia, a gente sonha Simplesmente pensa que merece. Nesse dia, não se enxerga [continue lendo...]
  • O Oncologista
    Na primeira vez em que fui ao consultório do oncologista que acompanhava meu marido, fiquei um tempo na sala de espera. Estava apenas com minha mãe, pretendia ter uma conversa mais aberta e franca sobre o caso. Ainda atordoada com tudo que havia acontecido em nossas vidas, sentei-me e comecei a observar as várias pessoas que ali estavam, quase todas [continue lendo...]
  • Bloqueio de EscritorBloqueio de Escritor
    Semana passada eu não escrevi. Foi a primeira vez que furei a terça-feira aqui no site. Eu não sei se alguém percebeu. Espero que não. Espero que sim. Na verdade, escrever periodicamente sempre foi um anseio. É interessante escrever quando o sentimento invade e a inspiração é involuntária. Mas exercitar a disciplina de sentar e escrever mesmo quando não estamos a ver estrelas [continue lendo...]