• Aquarela
    A música Aquarela sempre mexeu muito comigo. É de uma abstração enorme. É atemporal. Na melodia, por uma simples aquarela passa o mundo. Seria tão bom se pudéssemos desenhar a vida como o compositor desenha na aquarela o que ele deseja: um sol amarelo, com cinco ou seis retas faz-se um castelo, faz-se o mundo, de uma América a outra [continue lendo...]
  • O Oncologista
    Na primeira vez em que fui ao consultório do oncologista que acompanhava meu marido, fiquei um tempo na sala de espera. Estava apenas com minha mãe, pretendia ter uma conversa mais aberta e franca sobre o caso. Ainda atordoada com tudo que havia acontecido em nossas vidas, sentei-me e comecei a observar as várias pessoas que ali estavam, quase todas [continue lendo...]
  • Saudade
    Tem dias que a gente sente tanta saudade que parece que vai explodir. Saudade que pode ser de tanta coisa: de um amor vivido, ou de um não vivido - sim, porque sentimos saudade também do que poderia ter sido -, saudade de um momento marcante, do sentimento que nos invade depois de uma grande conquista, de um olhar diferente [continue lendo...]
  • SaudadeSaudade
    Tem dias que a gente sente tanta saudade que parece explodir. Saudade que pode ser de muita coisa: de um amor vivido e até mesmo de um não vivido -  porque sentimos saudade também do que poderia ter sido. Pode ser saudade de um momento marcante, do sentimento que no invade após uma grande conquista, de um olhar diferente que [continue lendo...]
  • Colcha de retalhosColcha de retalhos
    Outro dia percebi que minha vida familiar transformou-se numa colcha de retalhos. No aniversário de meu mais velho, resolvi chamar a família para um jantar íntimo. Mas que família?A dele, respondi à mim mesma. A resposta é simples mas a realidade não acompanha a austeridade da resposta. A primeira família de meu filho é a minha e a de seu [continue lendo...]
  • Nossa Paz
    Essa semana li algo que me fez refletir e divido com vocês a leitura e a reflexão: não permita que o comportamento dos outros tire sua paz. Onde li dizia que eram palavras de Dalai Lama. Pode ser. Mas nem me certifiquei acerca da autoria porque quem quer que tenha dito isso nos legou uma lição. Lição quase impossível de [continue lendo...]
  • O terremoto no NepalO terremoto no Nepal
    No último dia 25 de abril, o pior terremoto do Nepal desde 1934 estremeceu o país deixando milhões de mortos e feridos. Testemunhas disseram às agências de notícias que o terremoto durou em média um minuto e meio. A devastação não está confinada a algumas áreas do Nepal, há relatos de danos generalizados. Os jornais do mundo todo dão notícia [continue lendo...]
  • Nós e a soberba: um caso de amorNós e a soberba: um caso de amor
    O tema de hoje é recorrente, eu sei, todos os noticiários falam dos últimos acontecimentos gerados pela intolerância, mas não há como escapar, as barbáries de além-mar impõe o assunto em casa, no trabalho, nas redes sociais. O que mais me chama atenção nisso tudo é a soberba humana, mãe da intolerância. Alguém sempre acha que seu ponto de vista [continue lendo...]
  • A Pena de morteA Pena de morte
    Eu acompanhei, estarrecida, o caso do fuzilamento dos dois brasileiros, Marco Archer e Rodrigo Gularte, na Indonésia. A pena de morte é algo que me choca pela soberba pretensão de um Estado julgar-se legítimo para punir alguém determinando o fim de sua vida. De onde vem esta superioridade moral para condenar indivíduos à morte? Sem mencionar o estado psíquico do [continue lendo...]
  • A Flórida de cada umA Flórida de cada um
    Ontem li sobre uma mulher, que aos 64 anos, nadou por 53 horas de Cuba até a Flórida. Ela foi recordista mundial. Sua história deixou-me impressionada e comentando sobre o assunto, alguém perguntou: - E por que ela fez isso? Boa pergunta! Aquilo ficou ressoando na minha mente. Ela por certo tem seus motivos particulares para ter realizado o admirável [continue lendo...]